https://rupinup.com/lackyjetpin uphttps://mostbet-cazino.kz/1win slot

Policial atira com bala de borracha na perna de jogador dentro de campo

Na noite desta quarta-feira (10), uma situação marcou a 12ª rodada da Divisão de Acesso do Campeonato Goiano, durante o confronto entre Grêmio Anápolis e Centro Oeste. Após o apito final, uma confusão generalizada resultou em um policial atirando com bala de borracha no goleiro Ramón Souza, do Grêmio Anápolis.

O clube de Anápolis rapidamente se pronunciou, informando que tomará as medidas necessárias para que o responsável pelo disparo seja identificado e punido. Ramón Souza foi atendido imediatamente na ambulância presente no estádio Jonas Duarte, onde recebeu os primeiros socorros.

A assessoria de comunicação da Polícia Militar do Estado de Goiás ainda não emitiu nenhuma declaração oficial sobre o ocorrido. Durante a transmissão da partida pela Federação Goiana de Futebol (FGF), foi possível ouvir claramente o disparo enquanto o jogador Gustavo, do Grêmio Anápolis, concedia uma entrevista.

Após o incidente, o goleiro Ramón Souza recebeu atendimento do médico do Grêmio Anápolis, sem relatos de ferimentos graves.

Nota do Grêmio Anápolis

“O Grêmio Anápolis vem a público repudiar o lamentável, ridículo e revoltante acontecimento, no Estádio Jonas Duarte, na noite desta quarta-feira (10), pela décima segunda rodada da Divisão de Acesso.

Após o final da partida contra a equipe do Centro Oeste, nosso goleiro Ramón Souza foi atingido de forma covarde por um tiro de bala de borracha, efetuado por um policial da Companhia de Policiamento Especializado (CPE).

Um ato horrível, inacreditável e criminoso de alguém que deveria prezar pela segurança e integridade das pessoas, que ali estavam no Estádio Jonas Duarte.

O dia 10 de julho fica marcado por um ato violento, sujo e horrível contra um de nossos jogadores, o que jamais será esquecido.

O GEA informa que entrará com medidas cabíveis, para que o responsável seja punido e que a justiça seja feita, para que este ato CRIMINOSO, não fique impune.

Nosso goleiro foi atendido em campo pelo médico do GEA, Dr. Diego Bento, que dentro da UTI móvel realizou os primeiros socorros”.

Fonte: Catve

Rolar para cima